Notícias

Arte nas ruas de São Paulo

Durante os meses de dezembro e janeiro, novas obras, intervenções artísticas, painéis, empenas coloridas ocuparão todas as macrorregiões da cidade. O conjunto de intervenções fazem parte da nova edição do projeto MAR – Museu de Arte de Rua, realizado pela Prefeitura, que quer aprimorar a vocação da cidade para a produção de arte urbana e ampliar seu impacto positivo na cultura e identidade.

Cerca de 30 obras de arte urbana em diferentes suportes, como grafite, stêncil e fotografia, sempre em grandes dimensões serão instaladas no espaço urbano. Felipe Morozini, Rui Mendes, Mundano, Speto, Simone Siss e Os Tupys são alguns dos artistas que assinam as obras.


Projeto Giganto por Raquel Brust | Foto: reprodução facebook.com/projetogiganto.

Entre os destaques, está Giganto, da fotógrafa e artista visual Raquel Brust. Trata-se de uma intervenção urbana com uma série de 15 fotografias impressas em grande formato, e que utiliza a arquitetura da cidade como suporte, interagindo com a paisagem e reagindo a ela. A obra está localizada sob o Minhocão e já foi concluída.

Já o projeto #TarsilaInspira traz artistas mulheres colorindo o centro de São Paulo com obras criadas a partir do trabalho da artista plástica modernista Tarsila do Amaral. Desenvolvida por Luciana Branco, a obra conta com as artistas Simone Siss, Hanna Lucatelli, Mag Magrela, Katia Lombardo, Laura Guimarães e Crica Monteiro. Serão coloridos cinco arranha-céus no centro da cidade, em murais de dimensões gigantescas.

O grafiteiro Mundano, que faz intervenções em carroças de catadores de materiais recicláveis, fará uma intervenção na Avenida Pacaembu questionando o desastre de Brumadinho. O ícone musical brasileiro João Gilberto, falecido em julho deste ano, ganha homenagem pelas mãos do artista plástico Speto, um dos principais nomes do grafite no Brasil, que integra a primeira geração de grafiteiros pós-ditadura militar. O estilo do artista é inspirado no cordel nordestino e na xilogravura. A homenagem será realizada na Avenida Mercúrio, próximo ao Mercadão.

Com humor e irreverência, o grupo Os Tupys, que atua em São Paulo desde a década de 1980, irá pintar a lateral de um prédio no centro da cidade. O coletivo é formado por Carlos Delfino, Ciro Cozzolino e Zé Carratu. O Grupo Opni, por sua vez, homenageia Tebas, arquiteto negro que, após ser escravizado até os 58 anos de idade, consolidou-se como um dos maiores nomes da arquitetura brasileira do século 18.

Ainda tem homenagem a João Gilberto pelas mãos do artista plástico Speto, painel de Rafa Mon, mural de lambe-lambe de Bueno Caos, empena de Felipe Morozini e muitos outros, que estão sendo finalizados. Circule pelas ruas com olhar atento ;)


Compartilhe essa página
Patrocínio 2019
Patrocínio 2019
Apoio 2019
D&D
Uniflex
Nissan
Starbucks
Parceiro de Mídia
Globo
Mídia Setorial
Mídia Digital
Oli Oli
Realização
Realização